sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

APODI E FELIPE GUERRA=REUNIÃO DEFINE LOCAIS E HORÁRIOS PARA SE FAZEREM USO DE PAREDÕES DE SOM DURANTE CARNAVAL.




Na tarde desta Quinta feira dia 12/02, o Capitão Carvalho recebeu na sede da companhia de Policia Militar de Apodi, representantes de blocos carnavalescos, para serem informados os locais e horários onde os mesmos puderão fazer uso de equipamentos de som (paredões de som), nas cidades de Apodi e Felipe Guerra.
Apodi

Na cidade de Apodi, os blocos foram informados que nos dias 12 e 13/02, Quinta e Sexta feira, os mesmos poderão fazer uso dos paredões de som, apenas em torno da praça Robson Lopes, das 18:00h até as 02:00h, e nos dias 14, 15, 16 e 17/02, Sábado, Domingo, Segunda e Terça de carnaval, nos horários de 16:00 até 00:00h, no mesmo local, após as esse horário, som só no local do evento, no calçadão.



Felipe Guerra
Em Felipe Guerra ficou definido que nos dias 12 e 13/02, Quinta e Sexta feira, os blocos poderão fazer uso de som das 18:00h até 00:00, e nos demais dias das 18:00 até 02:00h, no centro da cidade nas proximidades dos trailer.

FONTE: SENTINELAS DO APODI

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

APODI= GTO sob o comando do Capitão Carvalho em ação neste exato momento...




Por volta de 12:00 da manhã desta Sexta feira dia 06/02, O Capitão Carvalho juntamente com o GTO de Apodi após um trabalho investigativo, conseguiu prender um senhor identificado como João Ferreira da Silva, de 62 anos de idade, natural de Ererê-CE, mas residia no Bairro Malvinas em Mossoró, e apreender dois filhos de 17 e 15 anos e um neto de 17 anos, todos menores de idade, numa residência do Bairro Garilandia, onde os mesmos estavam morando ha pouco mais de uma semana.



Na casa, a policia conseguiu localizar um revolver cal. 38 com 10 munições intactas e cerca de 64 reais em dinheiro fracionado. A policia acredita que esses elementos estavam se preparando para realizar assaltos no comércio local. A suspeita surge depois dos mesmos serem flagrados pelas câmeras de monitoramento na área comercial em atitude suspeita. 


Ao se indagado o motivo de estarem morando na cidade, o mesmo informou que veio para cá devido uma rixa em Mossoró, a qual resultou na morte de um de seus filhos há uns quinze dias. 

Os menores já responde pelos crimes de, assalto, porte ilegal de arma e tentativa de homicídio, todos em Mossoró. 

Pai, filhos e neto, foram conduzidos juntamente com todo o material apreendido, a delegacia de policia civil de Apodi para a realização dos procedimentos cabíveis. 



Fonte : Sentinelas do Apodi

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

[política] Projeto Bolsa Transformação é reprovado pela Câmara Municipal de Apodi



Lotado com a presença da classe universitária aos quais diziam não ao projeto da autoria do poder executivo, o projeto Bolsa Transformação foi recusado na Câmara Municipal de Apodi.

O projeto foi enviado a Câmara a cerca de 10 dias e passou pelas comissões, após ser analisado e ouvidos os dois lados, tanto os estudantes, como o poder executivo, a Câmara reprovou o projeto.

O projeto Bolsa Transformação teria o objetivo de qualificar a classe universitária que iria receber bolsas através da renda financeira, contudo, certos que o projeto não iria contemplar a todos a classe disse não ao novo projeto, ficando assim o poder executivo obrigado a cumprir a Lei Municipal de 2012 e já existente, o Transformação, que diz que o poder executivo está autorizado de conceder transporte gratuito a toda classe universitária e estudantes no nível técnico.

Após a reprovação do novo projeto e o descumprimento da promessa feita pelo prefeito ainda em época de campanha, os estudantes agora partem para cobrar do legislativo que exija o cumprimento da Lei pelo executivo.

Fonte : Jair Gomes

Novo Pavilhão do Centro de Detenção de Apodi (CDP), será inaugurado hoje




Depois de passar por uma ampliação, o novo Centro de Detenção Provisória de Apodi (CDP), serão inaugurado nessa quinta-feira, 05 de fevereiro, às 10hs, com a presença de varias autoridades do sistema penitenciário do Rio Grande do Norte, Poder Judiciário, Ministério Público, empresarial e da comunidade apodiense.

As obras de ampliação do CDP Apodi duraram quase sete meses, foi executado em sua maioria pelos próprios apenados, que atuaram como pedreiro, marceneiro, auxiliar de pedreiro e pintor.

Foram investidos cerca de R$ 150 (cento e cinqüenta mil reais), sendo que R$ 120 (cento e vinte mil), foram através do pagamento das chamadas “penas pecuniárias” – espécie de multa aplicada pelo magistrado para substituir punições privativas de liberdade, como a prisão em regime fechado – garantidos pela juíza da Comarca de Apodi, Kátia Guedes Dias e fiscalizadas pelo Ministério Publico através do promotor, Silvio Brito.

Outra parte dos recursos chegou à unidade prisional, através de doação de cimento, ferro, tijolos e equipamentos pelas empresas Misu, Nassau, Cerâmica Savana, Cerâmica do Vinicius, empresário Bráulio Ribeiro, Cooperativa Terra Viva, Petrobras e vários outros segmentos do município.

O projeto para ampliação do CDP de Apodi foi idealizado pelo Ministério Público com o apoio do Juízo e executado pela direção do CDP. O anexo terá oito salas, todas construídas em alvenaria de alto padrão e observadas às medidas de segurança e conforto condizentes com uma unidade prisional. A área total é de 230 metros quadrados.

A utilização dos recursos oriundos da aplicação da pena de prestação pecuniária tem previsão legal na Resolução nº 154/2012, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). “Esta iniciativa é excelente porque contribui efetivamente com a sociedade. Em muitas cidades o juiz não tem onde colocar o preso porque os CDPs estão lotados. Agora, vamos ter para onde mandá-los”, disse a magistrada Kátia Guedes Dias.

A juíza Kátia Dias ressaltou ainda que a obra foi realizada pelos próprios presos do CDP, que obtiveram, em contrapartida, a redução de pena por cada dia trabalhado e, em alguns casos, o pagamento pelo serviço prestado. O material de construção foi adquirido de acordo com pesquisas de mercado e a fiscalização da obra foi feita pelo diretor do CDP de Apodi, agente penitenciário, Marcio Morais.

O novo pavilhão ou bloco de vivências estão seis celas coletivas masculinas com oito vagas cada e uma maior com 12 vagas. O espaço ainda conta com solário que também servira como salas de aula, reuniões e visitas.

De acordo com o diretor da unidade, agente Marcio Morais, com a perspectiva da ressocialização, a unidade conta com a realização de cultos, aulas. “Agora em 2015 vamos buscar projetos que visem à qualificação profissional dos apenados, como cursos de eletricista, pedreiro, carpinteiro, pintor dentre outros”, comentou Morais que entende que além do dever de cercear a liberdade, as unidades prisionais devem ser espaços aptos a dar uma nova oportunidade seja pelo estudo, seja pelo trabalho.

A Comarca de Apodi que é formada pelos municípios de Felipe Guerra, Itaú, Rodolfo Fernandes e Severiano Melo, passará a possuir uma cadeia com capacidade para 60 presos do sexo masculino. A nova cadeia do município abrigará os presos da antiga cadeia. O estabelecimento também tem espaço para abrigar os presos em regime semiaberto.

Segundo ainda o agente Marcio Morais, a próxima etapa do projeto de ampliação do CDP Apodi será equipá-lo com monitoramento eletrônico via sistema de câmeras, construção de um alojamento, cartório e uma cozinha, onde os próprios apenados vão produzir sua alimentação.

O CDP Apodi existe a cerca de cinco anos, tem sido modelo no sistema penitenciário potiguar. Dirigido pelo agente Marcio Morais, a unidade sempre tem sido destaque, Marcio Morais tem buscado a ressocialização dos apenados. Em todo período de existência da unidade, nem um agente respondeu a processo administrativo ou criminal, provando que o trabalho realizado é serio.


 Dra. Katia Cristina Juíza de direito da comarca de Apodi
 Dr. Sílvio Brito Promotor de Apodi
 Márcio Morais Agente Penitenciário responsável pelo CDP de Apodi

FONTE: O Vale do Apodi

Tudo do Melhor,para o Melhor.


quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Novo Pavilhão do Centro de Detenção de Apodi será inaugurado amanhã

Fonte:190rn.com

Depois de passar por uma ampliação, o novo Centro de Detenção Provisória de Apodi (CDP), serão inaugurado nessa quinta-feira, 05 de fevereiro, às 10hs, com a presença de varias autoridades do sistema penitenciário do Rio Grande do Norte, Poder Judiciário, Ministério Público, empresarial e da comunidade apodiense.

As obras de ampliação do CDP Apodi duraram quase sete meses, foi executado em sua maioria pelos próprios apenados, que atuaram como pedreiro, marceneiro, auxiliar de pedreiro e pintor.


Foram investidos cerca de R$ 150 (cento e cinqüenta mil reais), sendo que R$ 120 (cento e vinte mil), foram através do pagamento das chamadas “penas pecuniárias” – espécie de multa aplicada pelo magistrado para substituir punições privativas de liberdade, como a prisão em regime fechado – garantidos pela juíza da Comarca de Apodi, Kátia Guedes Dias e fiscalizadas pelo Ministério Publico através do promotor, Silvio Brito.

Outra parte dos recursos chegou à unidade prisional, através de doação de cimento, ferro, tijolos e equipamentos pelas empresas Misu, Nassau, Cerâmica Savana, Cerâmica do Vinicius, empresário Bráulio Ribeiro, Cooperativa Terra Viva, Petrobras e vários outros segmentos do município.

O projeto para ampliação do CDP de Apodi foi idealizado pelo Ministério Público com o apoio do Juízo e executado pela direção do CDP. O anexo terá oito salas, todas construídas em alvenaria de alto padrão e observadas às medidas de segurança e conforto condizentes com uma unidade prisional. A área total é de 230 metros quadrados.

A utilização dos recursos oriundos da aplicação da pena de prestação pecuniária tem previsão legal na Resolução nº 154/2012, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). “Esta iniciativa é excelente porque contribui efetivamente com a sociedade. Em muitas cidades o juiz não tem onde colocar o preso porque os CDPs estão lotados. Agora, vamos ter para onde mandá-los”, disse a magistrada Kátia Guedes Dias.

A juíza Kátia Dias ressaltou ainda que a obra foi realizada pelos próprios presos do CDP, que obtiveram, em contrapartida, a redução de pena por cada dia trabalhado e, em alguns casos, o pagamento pelo serviço prestado. O material de construção foi adquirido de acordo com pesquisas de mercado e a fiscalização da obra foi feita pelo diretor do CDP de Apodi, agente penitenciário, Marcio Morais.

O novo pavilhão ou bloco de vivências estão seis celas coletivas masculinas com oito vagas cada e uma maior com 12 vagas. O espaço ainda conta com solário que também servira como salas de aula, reuniões e visitas.

De acordo com o diretor da unidade, agente Marcio Morais, com a perspectiva da ressocialização, a unidade conta com a realização de cultos, aulas. “Agora em 2015 vamos buscar projetos que visem à qualificação profissional dos apenados, como cursos de eletricista, pedreiro, carpinteiro, pintor dentre outros”, comentou Morais que entende que além do dever de cercear a liberdade, as unidades prisionais devem ser espaços aptos a dar uma nova oportunidade seja pelo estudo, seja pelo trabalho.

A Comarca de Apodi que é formada pelos municípios de Felipe Guerra, Itaú, Rodolfo Fernandes e Severiano Melo, passará a possuir uma cadeia com capacidade para 60 presos do sexo masculino. A nova cadeia do município abrigará os presos da antiga cadeia. O estabelecimento também tem espaço para abrigar os presos em regime semiaberto.

Segundo ainda o agente Marcio Morais, a próxima etapa do projeto de ampliação do CDP Apodi será equipá-lo com monitoramento eletrônico via sistema de câmeras, construção de um alojamento, cartório e uma cozinha, onde os próprios apenados vão produzir sua alimentação.

O CDP Apodi existe a cerca de cinco anos, tem sido modelo no sistema penitenciário potiguar. Dirigido pelo agente Marcio Morais, a unidade sempre tem sido destaque, Marcio Morais tem buscado a ressocialização dos apenados. Em todo período de existência da unidade, nem um agente respondeu a processo administrativo ou criminal, provando que o trabalho realizado é serio.

APODI=Promotor de justiça convoca autoridades para tratar da segurança do carnaval.






Na tarde desta Terça feira dia 03/02, aconteceu na sede da Promotoria de Justiça de Apodi representada pelo Promotor Sílvio Brito, uma importante reunião onde foram tratados assuntos referentes ao carnaval, tendo em vista a cidade de Apodi sediar um dos maiores do estado.

Estiveram presentes na reunião, alem do Dr. Sílvio Brito, o Capitão Carvalho comandante da 2ªCIA, Inspetor da PRF Guibson, Prefeito Flaviano Monteiro e o Secretário de turismo municipal Junior Costa.

Na reunião foram debatidos diversos assuntos relacionados a segurança, como também o emprego das policias militar, policia rodoviária estadual(PRE) e policia rodoviária federal(PRF). 

Segundo o Capitão carvalho, na reunião ficou acertados que a PRF ficará responsável pela fiscalização de infrações de trânsito e poluição sonora na BR-405, tanto fora como na área urbana da cidade. O Núcleo de trânsito atuará nas demais áreas e RN´s que dão acesso a cidade. As guarnições da Rádio Patrulha e GTO farão o serviço ostensivo, com intuito de manter a ordem por toda a cidade. A prefeitura se comprometeu em dar total apoio aos profissionais de segurança pública.

FONTE: Sentinelas Apodi